14 de Fevereiro? Fala-me de amor!


No meio do nada, tu apareceste. E, como que por acaso, e naquele lugar, os nossos olhares, que vagos giravam, cruzaram-se… Olhaste-me, sorriste-me, e eu fiquei muda. Muda! Tu e o teu sorriso lindo! Eu e a minha falta de jeito...! De súbito fui invadida por aquela sensação de ritmo cardíaco a disparar e maças do rosto a corar! Pânico! Caminhavas na minha direção e sorrias...

Recordo-me de no nosso primeiro encontro sentir uma ansiedade, um calor no peito que logo se espalhou em calafrios que procurei disfarçar. Um leve suor nas mãos. As palavras tremeram embaraçadas em pensamentos confusos. Joelhos que mal sustentavam o peso do meu corpo. Recordas-te do nosso primeiro beijo?... E, desde então, quantas vezes nos esquecemos do mundo lá fora...?! Pois é, como tu dizes, foi naquele momento que a viver começamos...

Não, não preciso de datas especiais para te dizer o que sinto. Hoje, como nos restantes 365 (ou 366) dias do ano, apetece-me dizer-te que te AMO. E como o meu amor só a ti pertence: "AMOTE" (bem juntinho).
"Ai "meu deus", deixa-me viver muito, muito este amor... Eu preciso morar, dormir e acordar com este sorriso....!"

 
Ilustração by Mafalda Gomes
(todos os direitos reservados) 
in Hagenda Heartless. Clique
AQUI para conhecer o projeto