Confissões!

Sempre levei comida de casa para o trabalho. A melhor opção para quem, como eu, é adepta de saladas, frutas, sopas,...Mas confesso que, por vezes, sentia-me “olhada” de forma…, de forma…, nem sei bem que termo usar! Mas sei que foi mais ou menos da mesma forma que fui “olhada” quando, há 5 anos, disse que, dada a minha paixão por comboios e pelo bem estar que me provoca, iria trocar (por opção) o carro pelo comboio…! Confesso que nunca me arrependi destas minhas opções. Só lamento não existir mesmo possibilidade de ir de bicicleta para o trabalho (há dias que tenho de fazer, entre ida e volta, cerca de 140 km!!).
Quanto às marmitas, hoje praticamente todos os meus colegas estão comigo, e apoiam quando digo que as pessoas que levam o almoço para o emprego, não são pobres nem destituídas de amigos...mostram apenas que são modernas! Para quê gastar a hora de almoço a comer mal e caro em restaurantes se pode ser aproveitada para poupar e ser mais saudável? 
E a verdade é que há cada vez mais pessoas rendidas à brigada das marmitas! Não só pela crise, mas também pela saúde.


Como sou fã do universo da "La Marelle", converti esta pequena mala (de juta e algodão) na companhia ideal para me “ajudar” a transportar para o trabalho a minha marmita…

© Fotografias: Liliana Fernandes| Butterflies & Hurricanes

Comprada AQUI, espaço do qual gosto mesmo muito.