O QUE DIZEM OS ESTUDOS


Segundo pesquisa realizada pela Universidade de Oxford e publicada no British Journal of Psychiatry, comediantes têm traços de personalidade ligados à psicose, assim como outras pessoas criativas - e essa pode ser uma das razões pelas quais são tão divertidos.
Gordon Claridge, professor do Departamento de Psicologia Experimental da Universidade de Oxford, afirma que «os elementos criativos necessários para produzir humor são incrivelmente similares aos que caracterizam o estilo cognitivo de pessoas com psicose - a esquizofrenia e a bipolaridade».
Ainda que a psicose esquizofrénica, em si, prejudique o sentido de humor, numa forma mais branda pode aumentar a habilidade da pessoa em associar coisas estranhas ou «pensar fora da caixa», prossegue Claridge.
Traços similares à bipolaridade podem ajudar pessoas a combinar ideias para formar conexões novas e engraçadas.
«Os comediantes tendem a ser introvertidos, nem sempre querem socializar, e a sua comédia é quase uma válvula de escape para isso», diz Claridge à BBC.
Para Paul Jenkins, presidente da entidade Rethink Mental Illness, as descobertas são interessantes, mas é preciso ficar atento para não reforçar o «estereótipo do génio criativo louco».
«Doenças mentais como esquizofrenia podem afectar qualquer pessoa, seja ela criativa ou não. O nosso entendimento sobre doenças mentais ainda é deficiente, e precisamos de mais pesquisas nessa área.»