A CHAVE


Ontem, em consulta, uma paciente disse-me: "...Que quer, tenho medos... Não sou corajosa...". Tive de lhe explicar algo que a vida, entre sucessos e fracassos, me tem ensinado: ter coragem não é a mesma coisa que não ter medo. Ter coragem é ter medo, mas mesmo assim arriscar. Ter coragem é atravessar o oceano e não ter certeza se do outro lado existe terra, mas mesmo assim avançar.
Mais, não nos podemos agarrar só às esperanças, evitando dar "saltos de fé" mais arrojados e potencialmente mais frutuosos...Temos de Viver. Arriscar! A felicidade é algo pelo qual temos de lutar e procurar...E nada mais útil ao homem do que o próprio homem. Pois na vida tudo pode acontecer, e sobretudo pode não acontecer absolutamente nada, tudo depende de nós enquanto realizadores (e atores) do filme da nossa vida.
Um arrojado fim-de-semana!

By Liliana Fernandes