Homossexualidade e os factores biológicos

As condições do útero materno e o sistema imunitário da mãe podem determinar a orientação sexual do homem, de acordo com um estudo divulgado na publicação científica "Proceedings of the National Academy of Sciences". "Os resultados indicam uma origem pré-natal para a orientação sexual do homem", afirma o responsável pela equipa, Anthony Bogaert da Brock University de Ontário. Para este, o efeito é presumivelmente causado por uma "memória maternal", que se encontra no útero. O corpo da mãe pode perceber um feto masculino como um corpo "estranho", produzindo uma reação que se torna progressivamente mais forte a cada filho rapaz. Os anticorpos produzidos pela reação podem atravessar a placenta, afetando o desenvolvimento do cérebro masculino. Pesquisas anteriores mostraram que quantos mais irmãos mais velhos um homem tem, maiores são as probabilidades deste ser homossexual, mas as razões ainda são desconhecidas. Este estudo sugere que a orientação pode estar mais ligada a fatores biológicos do que sociais. Os pesquisadores estudaram 944 homens homossexuais e heterossexuais. A relação entre irmãos mais velhos e a homossexualidade foi averiguada apenas quando os irmãos mais velhos eram de facto consanguíneos.