O Meu Mundo em Poemas [1]

Não me venham com conclusões!
A única conclusão é morrer.
Não me tragam estéticas!
Não me falem em moral!...
Se têm a verdade guardem-na!...
(...)sou doido, com todo o direito a sê-lo...

Queriam-me casado, cotidiano, fútil e tributável?
Queriam-me o contrário disso,
o contrário de qualquer coisa?
Se eu fosse outra pessoa,
faria a vontade de todo o mundo.
Assim, como sou, tenham paciência!
Álvaro de Campos