Vivem-se tempos "in"

INseguros. INcertos. INjustos. INcorretos INconstitucionais. INtoleráveis...
Pelas ruas, depositam-se vestígios da INsatisfação e do definhar da esperança de um povo,  do qual, mais do que nunca, se deseja uma postura  INterventiva - só assim será "quem mais ordena".

Foto: Butterflies & Hurricanes
@ Lisboa