PENSAMENTOS SOLTOS

Com as mudanças de estação vêm as arrumações dos armários. E a organização segue sempre o mesmo princípio: o que continuo a usar fica em lugar de destaque ou guardo com todo o cuidado; o que já não está em condições, ou deixou de combinar comigo, não volta ao armário; o que gosto mas não uso fica numa secção à parte, na esperança de vir a usar.

Curiosamente, o processo usado na organização dos meus afetos é similar: os que me fazem feliz acarinho e guardo com toda a delicadeza no lugar mais especial do meu coração; os que me causam desassossego e desarmonia mando embora, desapego (e assim consigo espaço para o novo entrar… !); aos sentimentos mais dúbios dou-lhes tempo, só para os poder analisar – Pode sempre acontecer que me consigam surpreender (e por vezes acontece!) –, mas se as dúvidas permanecerem…aí, liberto-me. Colecionar dúvidas não rima comigo. Adoece-me a alma.

Fotografia: Liliana Fernandes|Butterflies & Hurricanes