PENSAMENTOS SOLTOS| Sem medo das emoções...


As emoções expressam o que somos, relembrando que estamos vivos e por essa razão nos perturbam. Ficando a escolha entre controlá-las, através da racionalização, ou, simplesmente, deixar-nos avassalar pela sua agitação e intensidade. A complexa opção entre estagnar ou viver....

Aliás, as emoções podem tornar-se o pior inimigo para quem as considera uma fraqueza, ou um erro, e procure controlá-las. Impedindo a sua expressão, acaba por recalcá-las e, como tal, deixa-se consumir lentamente por sentimentos corrosivos.

Torna-se vital encontrar na vida um equilíbrio, mesmo que frágil, onde as emoções e os sentimentos possam ser genuínos, para permitir uma existência intensa, na qual se mantenham fiéis a si mesmos e à sua essência.

Partilho da opinião de Eduardo Sá quando afirma que nos educam para abotoarmos o coração até o último botão. E, às vezes, as pessoas despem-se facilmente por fora e têm dificuldade em perceber que o grande desafio da vida é despirmo-nos por dentro. É expressarmos genuinamente as nossas emoções. Pois, quanto mais as reprimimos, mais dificuldades teremos em verbalizar o que sentimos, o que somos...e é assim que o nosso "eu" vai adoecendo...

Dê Lugar à emoção e à procura da felicidade...