Coisas que me deixam feliz...


Um bom desafio. Bom humor. Gente educada. Abraço apertadinho (e sincero). Escrever. Café quentinho. Gentileza. Perfume. Praia no início da manhã. Família. Uma boa piada. Música (muita e variada). O sorriso da minha afilhada. Livrarias. O cheiro de um livro novo. "TU". Os meus "leitores". Céu estrelado. Sexta-feira à noite. Ter saúde. Tardes de Inverno no conforte de casa. A liberdade. As covinhas da Maria! Dizerem que me querem bem. Ler à noite. O silêncio. Uma bela história de encantar. Olhar para o mar. A minha independência. Poder ajudar. A criatividade. Gente de bem com a vida. Sapatos (muitos!). O poder de decisão. Oito horas de sono. Livros. Ouvir o outro. O amor eterno da minha mãe (saudades). Ir ao cinema. Uma boa surpresa. O meu sobrinho pedir-me que lhe conte uma história ("Li tória, Li tória"). Um banho demorado. Um bom filme. Gente humilde. Viajar. Pessoas que sabem elogiar. Telefone no silêncio (!). Receber e dar miminhos. Ficar sem fazer nada (viva o ócio!). A psicologia. A amizade. Um bom pequeno-almoço. Integridade. Acordar tarde aos sábados. Cheiro a terra molhada. Pagar todas as contas do mês (e ainda sobrar dinheiro). A arte. O profissionalismo. Gente com atitude. Gente otimista. Homens bem resolvidos. Mulheres que se valorizam. Conversar só com o olhar. Beijo. Colecionar frases. Caminhadas. Sol de Inverno. As pequenas e as grandes conquistas. A natureza. Conversar com crianças. Pensamento mágico das crianças. Letras de música que falam por mim. Ver que alguém lavou a louça da cozinha (e não fui eu!). Lençóis cheirosos na cama. Casa arrumadinha. Carro limpinho. Fazer um “ok” em todos os itens do dia na minha agenda (é raro, mas acontece). Pessoas autênticas. Cantar enquanto conduzo. Céu azul. Uma boa conversa. Sentir-me em paz. Sentir amor. Acreditar (sempre!). E o melhor: saber que esta lista apenas começou…
Vale a pena efetuar este exercício, EXPERIMENTEM!! Afinal, não é preciso muito para que existam coisas extraordinárias na vida…